Depoimento de Mãe | Aprendi que eu era o espelho do meu filho e consegui ajudá-lo a comer

dezembro 10, 2016

Em toda viagem, embora nos preparemos para trilhar a rota, imprevistos podem acontecer, não? O que fazer quando o GPS programado parece não nos ajudar? Nossa ansiedade atrapalha e podemos nos perder… Ou, parar, respirar fundo e reprogramá-lo para continuar nossa jornada!

Com esperança e vontade somos capazes de continuar em frente! Veja a jornada de uma “mãe de primeira viagem” que foi “pega de surpresa” com as alergias alimentares do filho e que, mesmo assim, recalculou sua rota e seguiu em frente!

Abraço fraterno,

foto_patricia_junqueira1

Fonoaudióloga Dra. Patrícia Junqueira | CRFa2 – 5567.

Depoimento de Mãe | Aprendi que eu era o espelho do meu filho e consegui ajudá-lo a comer

“Pense em uma mãe de primeira viagem que, além das inseguranças naturais da maternidade, presenciou na introdução alimentar de seu filho alergias a inúmeros alimentos. Meu filho apresentou reação alérgica a proteína do leite de vaca, ovo e glúten, e a praticamente todas as frutas.  Até um ano depois da introdução alimentar ele ainda apresentava vômitos durante as refeições.

Ainda com 18 meses, meu pequeno Davi apresentava dificuldade com a textura dos alimentos, tinha resistência em tocá-los com as mãos e frequentemente se engasgava e vomitava às refeições.

Enquanto o pediatra, familiares e amigos diziam que tudo isso era “normal” e que passaria em algum momento, internamente eu sofria com uma agonia sem respostas, até que conheci a fonoaudióloga Dra. Patrícia Junqueira.

Desde nosso primeiro contato, ela me fez refletir sobre várias coisas que ajudaram muito além do desenvolvimento alimentar do meu filho. Numa das sessões com a Dra. Patrícia ela colocou um espelho na frente do Davi, enquanto ele sentado no cadeirão “tentava vencer a resistência” para brincar com um pequeno pote de agua. Eu perguntei a ela se em casa eu deveria colocar um espelho na frente dele também…  Ela delicadamente me respondeu: “Não precisa, você é o espelho do seu filho”.

Ali eu senti o “start” inicial e começamos um trabalho triangular: mamãe, filho e papai, exatamente nesta ordem!!! Aprendemos o quanto a união dos membros da família é de extrema importância para este processo e que mastigar é um ato aprendido, assim como sentar à mesa e que ter novos hábitos e ambientes podem fazer a diferença para a alimentação de uma criança.

Com muito empenho, em 3 meses tivemos alta e a certeza de uma mudança de paradigmas que só nos faz sentir eterna gratidão com tanto aprendizado. Hoje Davi esta com dois anos e três meses e vê-lo “rasgando uma mexerica” ou simplesmente “comendo churrasco” sempre, sempre me preenche de orgulho.

Não foi nada fácil para mim! Contudo, afirmo que é possível a transformação!!!

Patrícia, gratidão infinita por ter você em nosso caminho, pois além de excelente profissional, transborda amor como ser humano!

Beijos,

Marisa Santos Souza Petkevicius, mãe de Davi de 2 anos e 3 meses.

Veja os vídeos dessa jornada

Veja também o post “Como o fonoaudiólogo pode ajudar bebês e crianças com alergia alimentar”.

As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamento de profissionais da saúde.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail
Leave a reply
Dia do Fonoaudiólogo | 09 dez 2016Desejamos para 2017 | Dez 2016

Leave Your Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *