Depoimento de mãe | Minha filha não aceitava que levássemos nada à sua boca, nem mesmo uma colher

novembro 13, 2016
Depoimento de mãe | Minha filha não aceitava que levássemos nada à sua boca, nem mesmo uma colher

Minha filha com sete meses foi encaminhada para a fonoaudióloga Patricia Junqueira, por orientação do seu pediatra. Motivo: eu estava com muita dificuldade na introdução alimentar porque ela não permitia que nada chegasse até sua boca, nem mesmo colher. Na avaliação, foi identificado que a recusa que ela apresentava aos alimentos e objetos era decorrente de uma hipersensibilidade oral.

O tratamento foi incrível e minha filha respondeu muito rápido. Na segunda sessão ela já aceitava colher e os alimentos que levássemos até sua boca. A partir daí foram somente alegrias e novas conquistas. O tratamento integral ocorreu em 8 sessões e ao término minha bebê comia frutas, papa salgada pedaçuda e aceitava o bico do copo e mamadeira. O mais incrível foi que com a ajuda da Patricia identificamos uma particularidade: minha filha gostava mesmo de mastigar e não de comer nada com a textura de papinha!

Como mãe, e, por já ter passado pela experiência de dificuldade alimentar com meu primeiro filho, os medos e angústias me cercavam por todos os lados, pois imaginava vivenciar aquilo tudo novamente… Logo no inicio a Patrícia conseguiu me acalmar e me fazer refletir que não devemos comparar os filhos. Dessa forma pude me manter otimista e esperançosa durante o tratamento, vibrando a cada nova etapa. Foi um sucesso! Obrigada pela ajuda com minha pequena e por me preparar para cada passo dado!

Hilana Direzenchi Sapira, mãe de Alan de 3 anos e de Lara de 8 meses.

Veja abaixo vídeos desta jornada!

As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamento de profissionais da saúde.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail
Leave a reply
Para pensar | 10 nov 2016Dia Mundial da Prematuridade 2016

Leave Your Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *