Top 5 posts mais acessados de 2016!

fevereiro 04, 2017
1º Lugar – Como o fonoaudiólogo pode ajudar bebês e crianças com alergia alimentar?

Bebês e crianças com diferentes tipos de alergia alimentar podem apresentar dificuldade no momento da refeição. É possível compreender isso uma vez que essa população experiencia, algumas muito precocemente, significativo estresse em suas vidas ao serem alimentados. A manifestação da alergia alimentar, ainda no primeiro ano de vida, provoca sintomas que podem prejudicar o desenvolvimento alimentar harmonioso. Entenda como o fonoaudiólogo pode ser um aliado importante nesses casos.

Clique aqui para receber o Artigo Digital “Como saber se seu filho precisa de ajuda fonoaudiológica!

Como o fonoaudiólogo pode ajudar bebês e crianças com alergia alimentar?

2º Lugar – Porque você não deve chamar seu filho de difícil para comer”!

Quantas vezes seu filhou já ouviu você dizendo, “O João é difícil pra comer ou “o João é chato para comer”? Estes são exemplos de declarações têm a capacidade de moldar a identidade de uma criança. Num contexto geral, isso pode parecer um detalhe, mas um rótulo é algo importante. Quando você fala algo que molda a identidade do seu filho, você pode estar limitando a visão que ele tem de si mesmo. Por isso, queremos começar um movimento para eliminar este tipo de rótulo!

porque_voce_nao_deve_chamar_seu_filho_de_enjoado_pra_comer

3º Lugar – Meu filho não pára quieto para comer!

Há muito pelo que se apaixonar quando as crianças são pequenas, principalmente entre 1 e 3 anos… Elas são engraçadinhas e é quase mágico vê-las aprendendo sobre o mundo ao seu redor e desenvolvendo novas habilidades. Entretanto, do ponto de vista dos pais, essa pode ser uma fase bastante desgastante. Elas requerem paciência e compreensão enormes – o que às vezes é fácil, mas às vezes nem tanto… Uma dessas ocasiões é quando seu pequeno não quer parar sentado no cadeirão para comer.

meu_filho_nao_para_quieto_para_comer_IDI

4º Lugar – O que você precisa saber ao julgar como uma mãe alimenta seu filho

“Eu já fui essa mãe. Dá vergonha admitir agora, mas eu já fui a mãe que silenciosamente julga os pais da criança comendo batata frita. O que eles têm na cabeça? Eles não sabem que esse tipo de alimento não tem nenhum valor nutricional e que eles não estão dando ao seu filho o que ele precisa para crescer? E mais, que ao deixá-lo comer esse tipo de porcaria eles estão predispondo seu filho a uma vida inteira de maus hábitos? Eles não enxergam? Eles não se importam?” Conheça a reflexão desta mãe que viu seus planos para a alimentação do seu filho irem por água abaixo e veja o que ela aprendeu com isso.

O_que_voce_precisa_saber_quando_julga_como_uma_mae_alimenta_seu_filho

5º Lugar – Depoimento de mãe | Minha filha não aceitava que levássemos nada à sua boca, nem mesmo a colher

“Minha filha com sete meses foi encaminhada para a fonoaudióloga Patricia Junqueira, por orientação do seu pediatra. Motivo: eu estava com muita dificuldade na introdução alimentar porque ela não permitia que nada chegasse até sua boca, nem mesmo colher. Na avaliação, foi identificado que a recusa que ela apresentava aos alimentos e objetos era decorrente de uma hipersensibilidade oral.” Veja os vídeos com o final feliz dessa história!

post_13_nov_2016

Cadastre-se aqui para receber gratuitamente mais conteúdo como este!

As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo.
Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamento de profissionais da saúde.

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail
Leave a reply
Entenda melhor | 2 fev 2017Para pensar | 7 fev 2017

Leave Your Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *